Você está visualizando atualmente Caixa Econômica Federal promove leilões de imóveis com descontos de até 95%
Presidente Lula anuncia troca no comando da Caixa Econômica Federal: Carlos Antônio Vieira Fernandes assume a presidência

Caixa Econômica Federal promove leilões de imóveis com descontos de até 95%

A Caixa Econômica Federal anunciou a realização de três leilões extrajudiciais de uma extensa carteira de imóveis, englobando mais de 780 propriedades em diversas regiões do Brasil. Esta iniciativa visa recuperar parte dos valores emprestados que, infelizmente, não foram honrados pelos devedores. O que torna essa notícia ainda mais atrativa são os descontos extraordinários oferecidos, que podem chegar a surpreendentes 95% do valor de avaliação dos imóveis, tornando-se uma oportunidade única para investidores e compradores em busca de um excelente negócio.

Muitos desses imóveis que serão leiloados foram retomados pela Caixa devido à inadimplência dos financiamentos e das taxas condominiais. Notavelmente, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou, em 26 de outubro, que os bancos retomem imóveis de devedores sem a necessidade de uma decisão judicial. Isso amplia o alcance e a agilidade dos processos de recuperação de dívidas, resultando nesses leilões atraentes.

No entanto, antes de participar dos leilões, é imprescindível conduzir uma pesquisa detalhada sobre o histórico de cada propriedade. Isso é essencial para evitar surpresas desagradáveis no futuro, considerando que esses imóveis estão sendo leiloados devido a dívidas relacionadas ao IPTU, taxas condominiais e financiamento. Além disso, é fundamental estar ciente das burocracias e responsabilidades que surgem após o arremate.

Uma das vantagens desses leilões é que eles serão realizados de forma online, o que simplifica a participação de interessados de diferentes partes do país. Entretanto, é vital estar atento às datas e às opções de pagamento específicas de cada leilão, uma vez que podem variar significativamente. A aquisição de imóveis em leilões é geralmente considerada segura, porém, é indispensável analisar minuciosamente cada propriedade antes de fazer um lance, verificando possíveis dívidas e pendências para evitar problemas futuros.

O prazo para pagamento dos débitos é de até 90 dias, e o arrematante é responsável por solicitar a baixa das dívidas prescritas e arcar com outras despesas relacionadas ao imóvel. É importante ressaltar que, no caso de imóveis ocupados, a desocupação fica a cargo do arrematante. Portanto, é crucial estar ciente dessa responsabilidade antes de participar dos leilões.

A reprodução do conteúdo é permitida mediante a divulgação integral do URL https://economia24h.com.br/como fonte. Não são permitidas abreviações ou variações. O não cumprimento desta diretriz poderá resultar em processos legais conforme previsto pela lei.

Economia 24h
Notícias e Análises Financeiras em Tempo Real

Instagram