Você está visualizando atualmente Dívida Bruta do Governo Geral atinge 74,7% do PIB em outubro, revela boletim do Banco Central
Governo Federal planeja estender prazo do programa Desenrola até março do próximo ano

Dívida Bruta do Governo Geral atinge 74,7% do PIB em outubro, revela boletim do Banco Central

No mais recente boletim de estatísticas fiscais divulgado pelo Banco Central na manhã desta quarta-feira (6), os números revelam que a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG), que abrange governo federal, INSS e governos estaduais e municipais, atingiu a marca de 74,7% do Produto Interno Bruto (PIB), totalizando R$7,9 trilhões em outubro. Um aumento de 0,3 ponto percentual em relação ao mês anterior.

Fatores que influenciaram o aumento: O resultado, conforme apontado pela autoridade monetária, foi fortemente impactado pela evolução dos juros nominais apropriados, com um acréscimo de 0,6 ponto percentual. A emissão líquida de dívida também teve sua contribuição, com um aumento de 0,1 ponto percentual, assim como o efeito da variação do PIB nominal, que registrou uma redução de 0,5 ponto percentual.

Análise anual: No acumulado do ano, a relação dívida x PIB apresentou um crescimento de 1,8 ponto percentual. Este aumento foi impulsionado principalmente pelos juros nominais apropriados, que registraram um aumento expressivo de 6,4 pontos percentuais. As emissões líquidas de dívida também contribuíram, com um acréscimo de 0,2 ponto percentual. Outros fatores incluíram o efeito da valorização cambial acumulada, com uma redução de 0,1 ponto percentual, e o efeito da variação do PIB nominal, que apresentou uma redução de 4,7 pontos percentuais.

Superávit primário em outubro: O boletim revela que o Banco Central registrou um superávit primário nas contas públicas em outubro, totalizando R$14,8 bilhões. Contudo, este valor representa uma redução significativa de 45,39% em comparação ao mesmo período de 2022, quando o superávit foi de R$27,1 bilhões.

Detalhamento do superávit: O Governo Central contribuiu com um superávit de R$19,5 bilhões, enquanto os governos regionais apresentaram déficits de R$3,9 bilhões e as empresas estatais registraram déficits de R$805 milhões.

Déficit consolidado em doze meses: Nos doze meses encerrados em outubro, o setor público consolidado registrou um déficit de R$114,2 bilhões, equivalente a 1,08% do PIB. Este valor é 0,11 ponto percentual superior ao déficit acumulado até setembro.

A reprodução do conteúdo é permitida mediante a divulgação integral do URL https://economia24h.com.br/como fonte. Não são permitidas abreviações ou variações. O não cumprimento desta diretriz poderá resultar em processos legais conforme previsto pela lei.

Economia 24h
Notícias e Análises Financeiras em Tempo Real

Instagram