Você está visualizando atualmente Custo da cesta básica cai em todas as regiões do Brasil
Custo da cesta básica cai em todas as regiões do Brasil

Custo da cesta básica cai em todas as regiões do Brasil

Em setembro, o custo da cesta básica Abrasmercado, composta por 35 produtos de largo consumo, caiu em todas as regiões do país, informou, nesta quinta-feira (26), a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). A queda foi de 1,72% na comparação com agosto.

Segundo a Abras, nesse período, o preço médio da cesta recuou de R$ 717,55 para R$ 705,22. A maior queda foi registrada na Região Sul (-2,19%), seguida pelas regiões Nordeste (-1,69%), Sudeste (-1,51%), Centro-Oeste (-1,16%) e Norte (-0,71%).

Cesta de Alimentos Básicos com Queda de 1,93%

Quando se considera a cesta de alimentos básicos, composta por 12 produtos, a queda foi ainda mais significativa, atingindo 1,93% em setembro em relação a agosto. O preço médio dessa cesta saiu de R$ 305,00 para R$ 299,10, aliviando o bolso dos consumidores em um momento de desafios econômicos.

Estabilidade no Consumo nos Lares Brasileiros

Já o item consumo nos lares brasileiros manteve-se em setembro no patamar de crescimento de agosto, registrando um aumento de cerca de 0,80%. Na comparação com setembro do ano passado, o crescimento foi de 1,10%, enquanto no acumulado do ano, a alta é de 2,62% em relação a 2022.

Perspectivas de Crescimento Sustentado

De acordo com o vice-presidente da Abras, Marcio Milan, o consumo se mantém firme e tende a seguir nesse ritmo até o final do ano. Isso se deve, em parte, ao impacto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Benefícios, que injetou cerca de R$ 41,2 bilhões na economia no ano anterior, impulsionando o consumo no segundo semestre. Em 2023, os recursos escalonados e mais previsíveis continuam a movimentar a economia, sustentando o consumo no domicílio. Além disso, as quedas consecutivas nos preços dos alimentos têm contribuído para aliviar o orçamento das famílias.

A reprodução do conteúdo é permitida mediante a divulgação integral do URL https://economia24h.com.br/como fonte. Não são permitidas abreviações ou variações. O não cumprimento desta diretriz poderá resultar em processos legais conforme previsto pela lei.

Economia 24h
Notícias e Análises Financeiras em Tempo Real

Instagram