Você está visualizando atualmente Taxa de desemprego no Brasil alcança o menor índice em oito anos, aponta IBGE
axa de Desemprego no Brasil Recua para 7,6%: Menor Número de Desocupados em Quase uma Década, Revela IBGE

Taxa de desemprego no Brasil alcança o menor índice em oito anos, aponta IBGE

Queda na desocupação é impulsionada pelo aumento do número de pessoas empregadas

A taxa média de desemprego no Brasil alcançou um marco significativo, atingindo o menor índice em oito anos, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No trimestre móvel encerrado em agosto de 2023, a taxa de desocupação registrou 7,8%, o que representa uma queda notável em relação ao trimestre anterior, quando estava em 8,3%.

Os números foram extraídos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e estão em linha com as expectativas do mercado, que projetavam uma taxa de 7,8% para este período, segundo a mediana das estimativas da Bloomberg.

Comparado com o mesmo período do ano anterior, a redução na taxa de desocupação é ainda mais expressiva, com uma queda de 1,1 ponto percentual. Isso reflete uma tendência positiva e demonstra a recuperação contínua do mercado de trabalho no país.

O total de pessoas desocupadas no Brasil no trimestre encerrado em agosto foi de 8,4 milhões, o menor contingente desde junho de 2015, quando foi registrado 8,5 milhões de desempregados. Esse declínio acentuado na desocupação é resultado direto do aumento do número de pessoas empregadas.

Adriana Beringuy, coordenadora de Pesquisas por Amostra de Domicílio do IBGE, enfatiza que “esse quadro favorável pelo lado da ocupação é o que permite a redução do número de pessoas que procuram trabalho.” Isso indica que mais brasileiros estão encontrando oportunidades de emprego, o que, por sua vez, impulsiona a economia e contribui para a estabilidade financeira das famílias.

A população ocupada no Brasil atingiu a marca de 99,7 milhões de pessoas, representando um crescimento notável de 1,3% em relação ao trimestre anterior, que contava com 1,3 milhão de pessoas a mais empregadas. Em comparação com o mesmo trimestre de 2022, houve um aumento de 0,6%, equivalente a 641 mil pessoas a mais no mercado de trabalho. Esse crescimento contínuo na ocupação é um indicativo positivo para a economia brasileira.

Com esses números, o nível de ocupação, que representa o percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, foi estimado em 57%, demonstrando uma tendência de recuperação constante do mercado de trabalho e um cenário mais otimista para a economia do Brasil.

A reprodução do conteúdo é permitida mediante a divulgação integral do URL https://economia24h.com.br/como fonte. Não são permitidas abreviações ou variações. O não cumprimento desta diretriz poderá resultar em processos legais conforme previsto pela lei.

Economia 24h
Notícias e Análises Financeiras em Tempo Real

Instagram