Você está visualizando atualmente Produção industrial Brasileira aumenta 0,1% em setembro
Produção industrial Brasileira aumenta 0,1% em setembro

Produção industrial Brasileira aumenta 0,1% em setembro

A produção industrial brasileira apresentou um modesto aumento de 0,1% em setembro, de acordo com dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Esse resultado sucede uma variação de 0,2% no mês anterior e uma queda de 0,3% em julho, indicando um cenário de recuperação gradual.

A principal influência positiva no desempenho industrial do mês foi a alta de 5,6% na atividade das indústrias extrativas, que se recuperaram após um período de perdas. A maior extração de petróleo e minérios de ferro em setembro contribuiu significativamente para esse aumento. Além disso, os setores de produtos químicos e de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis também registraram contribuições positivas para a produção industrial.

No entanto, o cenário geral do setor industrial ainda apresenta desafios. O gerente da pesquisa, André Macedo, observou que, apesar dos dois meses seguidos de crescimento, a produção industrial permanece 1,6% abaixo do nível pré-pandemia de fevereiro de 2020 e 18,1% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.

Macedo explicou que fatores como taxas de juros elevadas, custo do crédito e altas taxas de inadimplência têm influenciado o comportamento do setor industrial, afetando decisões de investimento por parte das empresas e o consumo das famílias.

O setor farmacêutico, que teve um recuo de 16,7% na produção em setembro, interrompendo dois meses consecutivos de expansão, foi citado como um exemplo de alta volatilidade, com quedas e avanços significativos em sequência.

Em termos de comparação interanual, a produção industrial teve um aumento de 0,6% em setembro em relação ao mesmo mês do ano anterior. No entanto, o IBGE observou que setembro de 2023 teve um dia útil a menos do que setembro do ano anterior, o que afetou os resultados.

Setores como coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis, indústrias extrativas e produtos alimentícios foram os principais impulsionadores positivos. Por outro lado, a produção de veículos automotores, máquinas e equipamentos registrou quedas significativas.

A reprodução do conteúdo é permitida mediante a divulgação integral do URL https://economia24h.com.br/como fonte. Não são permitidas abreviações ou variações. O não cumprimento desta diretriz poderá resultar em processos legais conforme previsto pela lei.

Economia 24h
Notícias e Análises Financeiras em Tempo Real

Instagram